BLOG TIMEPIX INTERACTIVE

Gamificação nas empresas: como funciona e por que contar com a Timepix?

por Timepix

Marketing digital

agosto 2018 post image

Você sabia que a gamificação nas empresas pode provocar diversas mudanças no desempenho dos funcionários? É muito comum encontrar equipes com pouco engajamento naquilo que fazem. Sabe quando um profissional fica esperando o expediente acabar para sair logo da empresa? É disso que estamos falando.

No entanto, a gamificação, entre outras coisas, é usada como um sistema de desafios, missões e recompensas, sendo um grande incentivo para a melhoria da performance do time podendo ajudar até na fidelização de clientes.

Quer saber como aplicar a gamificação na sua empresa? Vamos responder essa pergunta ao longo do texto. Confira!

O que são as estratégias de gamificação?

A transformação digital está fazendo da indústria dos jogos eletrônicos uma das mais rentáveis,, chegando a ultrapassar a marca dos US$ 90 bilhões. No entanto, quais lições aprendidas com esse mercado podem ser aplicadas em outros segmentos? Foi para responder a essa pergunta que surgiu a gamificação.

As pessoas perceberam cedo o fascínio que os jogos exercem sobre as pessoas. Em 1980, um pesquisador de teoria administrativa chamado Thomas Malone publicou o artigo “O que faz as coisas divertidas de se aprender: um estudo da motivação intrínseca dos jogos computacionais”, um dos primeiros trabalhos relacionando os jogos e a motivação humana.

Mas será que a motivação é um fator tão determinante assim? Essa é uma pergunta válida, e a resposta costuma ser sim. E tem uma razão muito importante para isso: cerca de 70% dos esforços de transformação em uma empresa falham por falta de engajamento. Não só isso: cerca de 53% dos stakeholders e críticos do mercado tecnológico acreditam que até 2020 a gamificação vai ser usada em larga escala.

Mas afinal, o que exatamente é a gamificação? De maneira simples, é a tentativa de reproduzir os estímulos e incentivos psicológicos que exercem fascínio nos jogadores de jogos eletrônicos para elevar a qualidade e o envolvimento do seu time e o engajamento dos seus clientes.

Como aplicar a gamificação nas empresas?

O mundo corporativo já tem se perguntado como implementar a gamificação há um bom tempo. Desde 2010, mais de 350 empresas lançaram projetos globais de gamificação, algumas atingindo uma taxa de aquisição de clientes.em 700%.

A seguir, listamos alguns dos usos comuns, baseados nos experimentos mais bem-sucedidos do mercado:

1. Treinamentos

Uma das primeiras observações interessantes sobre os jogos eletrônicos é o fato de fazerem com que os usuários aprendam tudo muito mais rápido. Os próprios jogadores reconhecem isso, já que quase 80% dos estudantes acreditam ter um ganho em produtividade graças a gamificação.

Várias empresas têm apostado na gamificação para treinamentos. A empresa de varejo norte-americana Pep Boys implementou uma plataforma chamada Axonify, que por meio de um jogo de perguntas e respostas, aumentou consideravelmente a retenção nos treinamentos de segurança no trabalho.

No entanto, o exemplo mais conhecido é o Duolingo: por meio de um sistema simples de progressão, estimulou mais de 200 milhões de pessoas a aprender idiomas diferentes pelo smartphone.

2. Acompanhamento de metas

Outro uso importante para a gamificação está na motivação para cumprir as metas. A empresária e personal trainer Jillian Michaels, por exemplo, usou técnicas de gamificação para desenvolver uma série de exercícios físicos e desafios alimentares em sua plataforma online.

O sistema de pontos de experiência, barras de progresso e troféus virtuais também fizeram do aplicativo Thirty um dos favoritos para aqueles que querem desenvolver hábitos, funcionando como uma rede social na qual é possível compartilhar cada conquista.

3. Fidelização

A gamificação também ajuda a fidelizar os clientes em sistemas de benefícios e descontos. A empresa ecológica Recyclebank recompensa os usuários por ações ecológicas fornecendo prêmios e alcançando a marca de £ 1,6 Bilhões em material reciclado e entregando US$ 63 milhões em prêmios para quatro milhões de pessoas.

Como garantir que as estratégias de gamificação sejam bem sucedidas?

Por mais que nós possamos garantir que a gamificação não é um bicho de sete cabeças, existem algumas coisas que você precisa se atentar para garantir que as suas estratégias deem certo, como você vai ver a seguir.

1. Tenha um objetivo claro

Qual é o ponto final almejado pela empresa? Como mostramos no tópico anterior, o alcance da gamificação é variado. A ideia é otimizar os treinamentos? Reduzir o tempo de execução das tarefas? Gamificar a gestão para motivar os funcionários? A resposta para essas perguntas pode deixar as coisas muito mais claras.

2. Crie uma persona

Assim como existem inúmeros tipos de jogadores e jogos eletrônicos que correspondem a diferentes preferências, as estratégias de gamificação também devem ser projetadas de acordo com as necessidades específicas de cada público. A gamificação para funcionários da empresa, por exemplo, é completamente diferente da voltada a fidelização.

Nesse caso, o ideal é criar uma persona, isto é, uma personificação do “jogador” alvo da campanha. Geralmente, três a quatro personas são responsáveis por 90% das vendas.

Por que contar com a Timepix para auxiliar nessa questão?

Desde 2005, a Timepix é uma das mais completas agências do país, atuando amplamente em áreas que vão desde estratégias de SEO até aplicações móveis, tendo como diferencial a experiência em projetos de games mobile. Ou seja, a Timepix deixa você com a faca e o queijo na mão.

Isso revela uma grande vantagem: a capacidade de analisar a sua estratégia por inteiro, trazendo uma noção privilegiada sobre os dados de performance da sua empresa. E a melhor parte: usando isso para criar a melhor estratégia de gamificação possível.

A gamificação nas empresas, como você viu, é uma forma de incentivar os funcionários e os clientes para a melhor performance possível por meio de recompensas e desafios. Assim, cada pessoa recebe um feedback instantâneo para cada comportamento, na forma de um estímulo ou da ausência dele (como pontuações, por exemplo, que contam com 27% das preferências dos usuários).

Sabemos que as pessoas apresentam mais produtividade, criatividade e capacidade de retenção quando interagem com jogos eletrônicos. Felizmente, a gamificação está está mudando as coisas e conseguindo reproduzir esses efeitos em outras áreas.

E aí? Quer criar sua estratégia de gamificação com pessoas que realmente sabem muito sobre o assunto? Então, entre em contato com a gente!

Receba novidades

Message enviada com sucesso!

Tpix entre em contato